Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Um ponto dentro de ti.

Sexta-feira, 29.04.11

Quando tomas uma iniciativa, seja ela qual for, o teu mundo parece que se transforma. Sentes-te mais confiante para fazer o que antes não tinhas coragem. Novas possibilidades se abrem e, de repente, aquele lugar para que sempre quiseste ir já não fica assim tão longe. Então a vida fica mais clara, ganha mais sentido e, descobrir, agora é uma palavra constante no teu dia-a-dia. Descobres que o teu poder de decisão é muito mais forte do que aquilo que imaginavas. E que a palavra cuidado faz muito mais sentido quando a transmites para outras pessoas. Descobres que cuidar de ti é a melhor forma de continuar a cuidar das pessoas que tu amas. Descobres, também, que auto-valorizares-te é, antes de mais nada, dares valor à vida. E quando te conheces e acreditas no teu potencial, os sonhos que antes pareciam inalcançáveis podem se tornar surpreendentemente reais. De repente, olhas para trás e nem acreditas que conseguiste realizar montes de coisas. Então descobres o melhor de tudo: realizares os teus sonhos não começa por coisas complicadas, não começa pelos outros. Começa por um ponto, um ponto dentro de ti.

 



Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por themelodyofwriting às 01:20

Aprendi...

Terça-feira, 19.04.11

Um dia, alguém disse que tudo podia ser diferente... 

 

 

Então aprendi a diferenciar-me.

 

 

Aprendi que a vida é dura...

 

 

Mas eu sou mais.

 

 

[2 anos de Blog*]

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por themelodyofwriting às 03:47

Mãe

Quarta-feira, 13.04.11

Mãe...

Não gosto que me acordes cedo para qualquer coisa que precises; não gosto quando metes roupa minha para lavar que vou precisar; não gosto que sejas refilona; não gosto quando estou a ver TV e tu começas a ouvir música no computador; não gosto quando te aborreces por coisas que já não vale a pena dar essa importância toda; não gosto quando dizes algo com intenção usando palavras agressivas; não gosto de quando me mandas ir passear o cão; não gosto nada que dês metade da tua comida ao cão; não gosto de te magoar com a verdade; não gosto que te vás embora a meio de uma música minha na viola; não gosto de estar a falar contigo e tu virares costas e eu ter que te chamar para acabar; não gosto de te cortar as unhas; não gosto que escrevas em tudo e mais alguma coisa, principalmente em papéis que eu quero conservar; não gosto mais de algumas coisas, mas poucas.

Mas mãe...

Gosto que me dês miminhos; gosto de quando passas o teu dedo suavemente pela minha cara; gosto de quando me dás festas na cabeça até adormecer; gosto de quando nos rimos as duas; gosto de te fazer rir; gosto de tirar fotos contigo; gosto de descobrir músicas bonitas contigo quando andas pelo youtube; gosto que gostes da minha voz; gosto que queiras que eu seja cantora; gosto desta mãe que mudou desde há 6 anos atrás; gosto que sejas querida; gosto que te preocupes comigo; gosto de ter herdado o teu sorriso; gosto de quando me dás dinheiro quando te peço mas, nomeadamente, quando não te peço; gosto que sejas a pessoa liberal que és; gosto de te fazer feliz; gosto de conversar contigo sobre a minha vida; gosto da pessoa em que te tornaste em alguns aspectos; gosto de não gostar de algumas coisas que já referi, pois sei que fazem parte e que qualquer dia terei saudades disso tudo...

Sempre fizeste de tudo para nunca nos faltar nada, de ceder aos nossos caprichos para nos fazer felizes. Tenho saudades de ter ir contigo ao Serviço, das festas de Natal do teu trabalho, de seres aquela pessoa sempre bem disposta e faladora. Tenho pena que tudo tenha mudado com os meus 13 anos... Tão poucos. Hoje, como seria? Na altura de mudança, fizeste-me chorar... E muito. Baralhaste-me e confundiste-me. Onde estava a minha mãe? A minha mãe com quem eu cresci até aquela idade? Aquela mãe a quem me pedia massagens enquanto trabalhava, pedia para eu fazer tranças no seu cabelo que, por ser tão liso, nunca dava... Mas eu insistia...? Aquela mãe que se zangava comigo por ter más notas... Essa mãe desapareceu... Mas apareceu outra, ao início triste, muito triste. Nada faladora, enfim... Mas ainda estavas comigo... E estás. Só queria isso. E eu consegui ter o que quis. Ter-te a meu lado, o resto não importava. Esquecer o passado e conseguir lidar com o presente. E tu mãe, és uma mulher com M maiúsculo, digo-te porquê... A maior parte das pessoas, se passasse pelo mesmo que tu,não sei se lidariam assim. Foste uma rainha. Choraste muito, passaste muito e hoje esboças um sorriso com a maior facilidade do mundo... Só isso chega. Apesar de tudo mesmo, dos maus momentos e daqueles menos dignos de uma pessoa como tu -linda-, obrigada. Obrigada por me teres ensinado tanto nestes 6 anos, mais do que em todos os outros até aos meus 13. Também aprendemos e crescemos com os erros dos outros, acidentes, acasos, sei lá. Não são precisas mais descrições... Tu erras, eu também erro. Obrigada mãe, por me dares colo e carinho sempre que preciso, por estares sempre de braços abertos para mim. 

 

Nenhuma língua é capaz de expressar a força e a beleza de uma mãe...

 

Apesar disto e de muito, muito mais, amo-te. E amo-te por seres minha mãe, mas também por seres uma das pessoas mais meigas e lindas que conheço. És linda!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por themelodyofwriting às 02:01

Back to the middle

Segunda-feira, 11.04.11

 LINDO....

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por themelodyofwriting às 22:30

The Story Of Life..

Quarta-feira, 06.04.11

Sometimes people come into your life and you know right away that they were meant to be there, to serve some sort of purpose, teach you a lesson, or to help you figure out who you are or who you want to become. You never know who these people may be (possibly your roommate, neighbor, coworker, long lost friend, lover, or even a complete stranger), *but when you lock eyes with them, you know at that very moment they will affect your life in some profound way.*

And sometimes things happen to you that may seem horrible, painful, and unfair at first, but in reflection you find that without overcoming those obstacles you would have never realized your potential, strength, willpower, or heart.

*Everything happens for a reason.*

Nothing happens by chance or by means of good luck.

Illness, injury, love, lost moments of true greatness, and sheer stupidity all occur to test the limits of your soul.
Without these small tests, whatever they may be, life would be like a smoothly paved, straight, flat road to nowhere. It would be safe and comfortable, but dull and utterly pointless.

The people you meet who affect your life, and the success and downfalls you experience, help to create who you are and who you become. *Even the bad experiences can be learned from.* In fact, they are probably the most poignant and important ones.

If someone hurts you, betrays you, or breaks your heart, forgive them, for they have helped you learn about trust and the importance of being cautious when you open your heart.

If someone loves you, love them back unconditionally, not only because they love you, but because in a way, they are teaching you to love and how to open your heart and eyes to things.

*Make every day count.*

Appreciate every moment and take from those moments everything that you possibly can for you may never be able to experience it again.

Talk to people that you have never talked to before, and actually listen.

Let yourself fall in love, break free, and set your sights high.

Hold your head up because you have every right to.

Tell yourself you are a great individual and believe in yourself, for if you don't believe in yourself, it will be hard for others to believe in you.

You can make of your life anything you wish.

Create your own life and then go out and live it with absolutely no regrets.

*Most importantly,* *if you LOVE someone tell him or her, for you never know what tomorrow may have in store.*

And learn a lesson in life each day that you live.

 

 

That's The Story Of Life.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por themelodyofwriting às 03:44

...

Quarta-feira, 06.04.11

"Sabemos o que somos, mas não sabemos o que poderemos ser porque, enquanto acreditarmos nos nossos sonhos, nada será por acaso.
Lembra-te de que sonhos sem riscos produzem conquistas sem méritos e que tudo vale a pena quando a alma não é pequena, porque tudo o que um sonho precisa para ser realizado é alguém que acredite que o pode realizar."

 


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por themelodyofwriting às 00:10





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Abril 2011

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930





comentários recentes

  • vibradores

    Eu gosto de seu blog

  • Hugo Legue (leki leki)

    Querida!!! opa...nao lido muito bem com elogios......

  • Vladmiro

    É um artigo muito bom vai fazer bem a juven...

  • Anónimo

    Olá miúda,Afinal também estás atenta e presente! A...

  • themelodyofwriting

    Oh babe, sabes bem que gostei do que escreveste. A...

  • Joana

    É verdade sim senhora amiga escritora! ;) isto é u...

  • Joana

    Entao tens de tirar um fim de semana da tua agente...

  • themelodyofwriting

    ADORAVAAAAAAAAAAAAAAAAAAA JOANA!!!!!

  • Joana

    Andar a cavalo?? Oh babe nao seja por isso eu levo...

  • Anónimo

    Minha querida, a vida são umas férias que a morte ...




subscrever feeds