Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

Quarta-feira, 01.02.12

Impressionante é a maneira como mudamos. Como as coisas mudam assim, de um dia para o outro. 

Pessoas que eu pensava ter para a vida, vão-se tornando, aos poucos e poucos, recordações... Apenas isso. Umas boas, outras menos boas. O que é facto é que aprendi. Sempre pensei que precisasse mais desse alguém; que, quando algo corresse mal, era esse alguém que estava lá para mim. Hoje, a primeira pessoa a que recorro sou eu. Afinal, as outras pessoas (sejam elas quem forem), não têm que levar com a minha vida. E eu também já não sou criança. Quem realmente ama (incluíndo todas as maneiras que o amor tem), cuida, preocupa-se. As pessoas não querem saber da minha ausência mas, quando precisam de mim, perguntam-me onde estou e quando volto ou vou. 

Já errei uma série de vezes e é algo que não se apaga do caminho. Consequentemente, chamaram-me à razão quando não era eu que chegava lá sozinha. Mas há uma coisa: existem muitas maneiras de chamar à razão. Ainda bem que tenho uma boa memória, porque há palavras que magoam e ainda hoje não as esqueço. 

Julguem-me, deitem-me abaixo, etc. E depois digam-me a seguir que só fazem isso porque se preocupam. Às vezes, dá-me uma vontade de tirar a minha cabeça e enfiar em outra pessoa. A sério. Eu não preciso de fazer as coisas para agradar aos outros. Essa fase já passou há muito tempo. Não gostam de mim como sou, eu sei que há quem goste. Eu tenho que fazer o que eu quero, para provar a mim própria que consegui. Quem me quiser acompanhar no caminho é bem vindo. Também dispenso pessoas que me dizem que não consigo. Farão-me desistir? Não. Waste of time! Ninguém acredita mais em mim do que eu. Críticas, aceito. Um dia vi em qualquer lado... " O mal de quase todos é preferir ser arruinado pelo elogio a ser salvo pela crítica.". Achei tão verdadeiro que escrevi para poder olhar para isso todos os dias. 

O que mais me indigna, hoje em dia, é o facto de ter que lidar com pessoas que... ?!?!? Sinceramente... Ou sou eu que sou uma excepção rara e eu é que estou a pensar mal, ou então há muito idiota neste mundo. Muito, muito, muito. Falo de falta de carácter, princípios, personalidade, coragem. Falo daquilo que retiramos do que aprendemos ao longo do caminho. Mas pronto, dizia muito mais. Isto é só uma opinião minha, que tenho a certeza que não sou a única a pensar assim.

 

 

Quantas vezes quis um gesto de carinho em vez de uma palavra bruta; um abraço forte e verdadeiro em vez de um simples beijo; um " Eu acredito em ti!" em vez de " Podes tentar, mas não sei.". Quantas vezes quis permanecer em vez de ir embora. Quantas...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por themelodyofwriting às 03:52





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Fevereiro 2012

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
26272829





comentários recentes

  • vibradores

    Eu gosto de seu blog

  • Hugo Legue (leki leki)

    Querida!!! opa...nao lido muito bem com elogios......

  • Vladmiro

    É um artigo muito bom vai fazer bem a juven...

  • Anónimo

    Olá miúda,Afinal também estás atenta e presente! A...

  • themelodyofwriting

    Oh babe, sabes bem que gostei do que escreveste. A...

  • Joana

    É verdade sim senhora amiga escritora! ;) isto é u...

  • Joana

    Entao tens de tirar um fim de semana da tua agente...

  • themelodyofwriting

    ADORAVAAAAAAAAAAAAAAAAAAA JOANA!!!!!

  • Joana

    Andar a cavalo?? Oh babe nao seja por isso eu levo...

  • Anónimo

    Minha querida, a vida são umas férias que a morte ...