Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



É isto

Terça-feira, 01.09.09

Não fui eu que desenterrei uma ferida do passado... Ela simplesmente voltou a aparecer para me magoar ainda mais. E eu apenas pergunto: porquê? Fácil era se pudessemos enterrá-la para sempre. Mas não, enquanto parte dela for viva, ela será como um todo.

Porque é que eu me refugio na escritaaaa? Será por ter medo de enfrentar a realidade? É... Eu sei que é. Medo de enfrentar os que mais amo. Apetece-me escrever tudo e despejar tudo, que nervos!! Mas não posso... Nem sei o que escrever mas tenho que o fazer.

Tudo era tão melhor quando era mais nova, mas as coisas mudam. Porque é que têm que mudar... para pior? Era a inocência da idade que me tapava os olhos ao óbvio. Porque é que agora a idade já não é assim tão inocente? Ao menos não sofria, não sabia, não preocupava os outros à minha volta com os meus problemas, algo que detesto mas que necessito. Mas é assim a vida de cada um de nós. Os problemas são inevitáveis e, se os mesmos nos aparecem, a nós só compete uma coisa: superá-los. É o que faço, mas lá por fazê-lo não quer dizer que não tenha que sofrer, porque sofro. Se calhar até demais. Sofro pelas pessoas que amo. E sofrer por essas pessoas é sofrer ainda mais, muito mais. E se sofremos, o que nos compete fazer? Procurar a felicidade... Procuro-a e encontro-a todos os dias, felizmente. Só que há-de existir sempre aquela ferida que, mesmo sarada, volta a magoar outra vez.

E acerca disso nada posso fazer... O medo irá sempre agir primeiro e impedir-me de o fazer.

 

 

É difícil para mim e para os que mais amo.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por themelodyofwriting às 02:59





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Setembro 2009

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930