Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



De volta às ondas!

Sábado, 24.10.09

 

 Um belo regresso às ondas! Sem dúvida que soube muito bem, pois já fazia algum tempo que não dava banho à minha prancha! Melhor ainda foi a companhia - Susana e Mano!

Obrigada!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por themelodyofwriting às 20:23

Até...

Quarta-feira, 21.10.09

Não é assim tão simples, as coisas não são simples. Até a coisa mais simples do mundo é complicada, de certa forma. Masss... Isto sou eu que digo. Talvez só eu mesma concorde comigo mesma, não outros. Outra pessoa qualquer. Sei lá! Sei lá mesmo... O pior é que vivo consoante as coisas que faço, das quais muitas me arrependo. Mas penso: " Vou fazer, porque não? Vou-me arrepender de não fazer. Ou menos arrependi-me de algo que fiz." Portanto, posso errar muito, constantemente (errar é Humano) mas, no final de contas, aprendo com isso. E é assim que as coisas se passam comigo, é estúpido. Tal como este blog que é estúpido. Este deve ser o meu último post e depois deixo-o em stand-by. Se me apetecer, depois volto. E é parvo estar para aqui a escrever assim, pois é, é parvo. Estou irritada comigo mesma, talvez por causa dos meus erros também, mas não só. As coisas só se tornam difíceis à nossa volta porque nós não somos sozinhos. Há sempre alguém a quem estas palavras se possam dirigir, todas estas coisas parvas. Também tenho o direito de escrever coisas assim. Continua a ser parvo, continua. Qual é a necessidade de fazer um post com outra coisa qualquer escrita? É parvo isso, só lê quem quer, porque lá no fundo só a nós estas coisas nos interessam ler, pois somos nós e só nós que sentimos tudo o que escrevemos. Qual é o interesse deste blog? Só a mim me interessa, apesar de todo o Mundo o poder ver. A esta hora já podia e devia estar a dormir e estou aqui a escrever estes disparates. Mas isto sou eu... Epá, este é mesmo um dia para esquecer. Não que tenha sido um dia mau, não, nada disso. Mas... " pequenos pormenores fazem grandes diferenças". Pois, dois pequenos pormenores fizeram grande diferença no decorrer do dia. Um pior que o outro, mas quero lá saber também. Isto é parvo, eu também vou pelo mesmo caminho e vou acabar com esta estupidez!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por themelodyofwriting às 23:27

If today was your last day!

Terça-feira, 20.10.09

If today was your last day and tomorrow was too late
Could you say goodbye to yesterday?
Would you live each moment like your last
Leave old pictures in the past?
Donate every dime you had, if today was your last day?
What if, what if, if today was your last day?

Against the grain should be a way of life
What's worth the price is always worth the fight
Every second counts 'cause there's no second try
So live like you're never living twice
Don't take the free ride in your own life

And would you call those friends you never see?
Reminisce old memories?
Would you forgive your enemies?
And would you find that one you're dreaming of?
Swear up and down to God above
That you'd finally fall in love if today was your last day?

If today was your last day
Would you make your mark by mending a broken heart?
You know it's never too late to shoot for the stars
Regardless of who you are

So do whatever it takes
'Cause you can't rewind a moment in this life
Let nothing stand in your way
'Cause the hands of time are never on your side

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por themelodyofwriting às 16:01

Acredito

Quarta-feira, 14.10.09

'Fala sobre aquilo em que acreditas.'

Pois bem. Acredito que as coisas acontecem por uma razão; acredito que há Alguém que olha por nós; acredito no Destino; acredito que temos mais força do que aquilo que imaginamos; acredito nos meus instintos; acredito nas minhas escolhas; acredito nos meus verdadeiros amigos. Acredito em mim; nos meus dons; nos meus passos; na minha sombra. Acredito que ainda tenho muito, muito para conhecer; acredito naquilo que vejo; acredito em poucas coisas que não vejo; acredito naquilo que outras pessoas não acreditam. Acredito no impossível; acredito nas frases e nas palavras; acredito em coisas estranhas. Principalmente acredito que estou cheeeeeeeia de sono e acredito que vou dormir agora!

 

 

www.olhares.com/CatarinaC

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por themelodyofwriting às 23:48

ELA!

Terça-feira, 13.10.09

Mais que uma paixão, um motivo. Uma prenda; um significado, um importante significado. Uma luz; uma constante; uma razão; uma única sinfonia; diversas sinfonias; notas especiais; música especial; viola especial. Uma força; uma base; um batimento; uma vibração. Várias vibrações. Mais que um instrumento, um orgulho. Mais que orgulho, grande parte da minha vida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por themelodyofwriting às 20:38

...

Quinta-feira, 08.10.09
"A arte de ser louco é jamais cometer a loucura de ser um sujeito normal."

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por themelodyofwriting às 23:14

Novo sentimento.

Quarta-feira, 07.10.09

Algo simples, simples demais que não tem explicação alguma. Algo em que não se deve pensar, pensar, pensar. Ela pensa, pensa e pensa. Coisas, imaginações fictícias formam-se no inconsciente... E consciente. Algo proibido no mesmo, mas não no inconsciente. Nesse não. Algo estranho sente. Outros batimentos ela sente. Batimentos diferentes. Batimentos proibidos. Batimentos... Apenas diferentes batimentos se ouvem no seu corpo cujos não se decifram. Só ela sabe. Só ela os decifra. Às vezes nem isso. Mas o tempo corre mais rápido, ainda mais rápido que o seu batimento. Não pode ser, mas assim o está a ser. Difícil de sentir, difícil de imaginar. Só que imagina, ela imagina. Ela sente. E ela sente-se estranha porque tudo é estranho. É estranho, é bom, é diferente. É o que não devia ser porque só o há em si mesma, assim ela o pensa. Pensa também no contrário. Pensa que pode não ser só em si. É bom. É algo que torna ainda melhor e mais estranho tudo isto. Todo este... Sentimento. Mistério. Enigma. Algo por decifrar que a fará pensar ainda mais. O proibido pode não ser proibido, pode deixar de o ser. Pensar pode ser bom, pensar em voz alta ainda melhor. É algo sério, difícil e complicado no seu consciente, mas muito, muito simples quando alguém de fora observa. É algo (im)possível de imaginar, (im)possível de tornar real. Tudo depende. Tudo dependerá dela e...

 

 

 

Ora bem, já que estou numa de revelar sentimentos, revelo uma outra coisa. Simples no início, quem sabe se para manter.

 

http://olhares.aeiou.pt/CatarinaC

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por themelodyofwriting às 23:42

(:

Segunda-feira, 05.10.09

Bem, pensava que já tinha feito um post sobre isto mas pelos vistos parece que não.

Eu não acreditava em Deus até há uns tempos atrás. Aliás, era uma pessoa completamente ateia. Isto porque não tinha motivos suficientes que me mostrassem que 'algo mais existia'. Parvo ou não, era como pensava. Verdade que a nossa consciência muda... Primeiro pensava como já disse, depois realmente comecei a mudar, a pensar de maneira diferente.. Mas isto por uma razão, como é óbvio. Ainda bem que tudo tem uma razão para acontecer. Felizmente foi me proporcionada a oportunidade de 'conhecer Deus', digamos assim. E foi aí, no Verão de 2006, que comecei a acreditar, a encontrar e a encaixar razões. Como dá para ver, não foi assim há tanto tempo. Mas foi das melhores coisas que me aconteceu na vida esse acampamento. Por sinal, uma amiga de infância levou-me para esse acampamento com esse tal propósito. Mal eu sabia a influência que ia ter em mim. Não que me 'tenham convencido' a acreditar, mas sim, deram-me a conhecer algo em que não acreditava. Se não fossem esses 10 belos dias, eu não me teria inscrito em EMRC na Secundária (apesar de a religião ser diferente), não teria ido a Fátima a Pé, que foi das melhores coisas que fiz na vida, se não a melhor. Como acredito que tudo tem uma razão para acontecer, comecei a encontrar algumas delas para tais acontecimentos que se tinham passado na minha vida. Encontrei-as. Verdadeiras ou não, para mim foram esclarecedoras. Será que as verdadeiras são sempre aquelas que nós achamos que são? Penso que não. Penso que essas nós nunca chegamos a saber. De qualquer maneira, há diversas razões que nós podemos achar que sejam verdadeiras, ou porque encaixam ou porque 'tem que ser essa a razão'.

No nosso vasto mundo, com vastas pessoas, vastos sentimentos e mistérios, como podemos nós saber quais são as razões verdadeiras que nos rodeiam e justificam tudo o que acontece na nossa vida?

 

Não podemos.

Apenas vamos tentando encontrar significados, aqueles que vão dando sentido à nossa vida...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por themelodyofwriting às 00:35





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Outubro 2009

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031





comentários recentes

  • vibradores

    Eu gosto de seu blog

  • Hugo Legue (leki leki)

    Querida!!! opa...nao lido muito bem com elogios......

  • Vladmiro

    É um artigo muito bom vai fazer bem a juven...

  • Anónimo

    Olá miúda,Afinal também estás atenta e presente! A...

  • themelodyofwriting

    Oh babe, sabes bem que gostei do que escreveste. A...

  • Joana

    É verdade sim senhora amiga escritora! ;) isto é u...

  • Joana

    Entao tens de tirar um fim de semana da tua agente...

  • themelodyofwriting

    ADORAVAAAAAAAAAAAAAAAAAAA JOANA!!!!!

  • Joana

    Andar a cavalo?? Oh babe nao seja por isso eu levo...

  • Anónimo

    Minha querida, a vida são umas férias que a morte ...




subscrever feeds